quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Droga! Vim parar numa Terra paralela, pior que o reator de minha nave está descarregado...



terça-feira, 8 de novembro de 2016


FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK!FUCK! FUCK! FUCK! AND FUCK!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Rant do Dia!




Papa está velho, cansado e de saco cheio...

Meus mestres me abandonaram, abandonei minha fé, esqueci meus rituais e coloquei meus pequenos insights em uma jarra velha. Não tenho mais necessidade disso, apenas queria poder voltar a ter a possibilidade de explorar um mundo que era misterioso e cheio de lendas.
Agora vivemo a entediante era digital, onde tudo está ao alcance de nossas mãos, mas criou-se uma barreira da qual o conhecimento está novamente perdido. A babel digital que vivemos está gerando uma geração de idiotas perfeitos, que acham tudo lindo, belo e que deve ter sempre um final feliz.

Cara Cinza deve estar rindo disto, pois é extamente o que ele queria: uma sociedade idiotizada, cheia de argumentos para não ousar, ou melhor com medo de ofender ao status quo e ao seu vizinho que adora animaizinhos peludos e que participa ativamente das campanhas de ajuda as velhinhas pernetas da Antióquia. O mundo atual está se tornando muito cheio de recalques e convenções, das quais a verdadeira essencia está sendo deixada de lado. O verdadeiro espírito transgressor, vindo de todos aqueles caras que romperam com o “normal”, está se desvanecendo. Tio RAW, Tio Leary, Malaclypse e Omar devem estar rindo desta merda toda, pois nunca pensaram em seus mais loucos devaneios que ficaríamos mergulhados num mar de mediocridade e do politicamente correto como estamos.

Eu, velho ranzinza e cheio de râncor, me vi as voltas com este mundo formado por novos pensadores, ou melhor por novos ídolos de 10 segundos. Fecho meus olhos e só ouço a minha volta sandices e desvairos. Numa simples viagem de metrô é possível sentir que existe algo errado, algo que está se formando, moldando, criando, com propósitos de nos levar a distopia o mais rápido possível. Os velhos e bons alienígenas estão dando um tempo, os Ilumminatis estão observando a curiosa sociedade que está surgindo nesta bola de lama, os Discordianos estão calados.

Apopantus Kakodaimonos!

Ah queisera eu puder voltar no tempo e ter embarcado na porra da espaçonave quando tive tempo, mas me resta agora rir de tudo isso, passar o tempo tomando absinto, sorvendo o laudano dos tempos antigos e tentando sobreviver neste mar de lama.

Como não posso sair daqui, não vou ficar somente reclamando, afinal de contas, Alexandra me disse uma vez:

“Via chegar um momento na sua vida atual, que o tédio, a revolta e o sentimento de incapacidade vai tomar conta de você. Não adianta ir para um cantinho e chorar, nem amaldiçoar os deuses, os demônios e seja mais o que você acredite. O problema está em você mesmo, na sua incapacidade de olhar as coisas de um outro modo. A única coisa que eu te falo é : se vira! Procura achar a sua essência que tá adormecida aí dentro deste corpo, tá em algum lugar aí!”

Mas onde está? No meu espiríto? No meu ser ? Na porra dos meus ovos? Onde está afinal de contas tudo isso?

Outro dia eu sonhei uma coisa muito louca, daquelas que você acorda e no lugar do “bom dia”, levanta com um sonoro “puta que pariu”! A parada era a seguinte:

“ Eu estava numa cidade toda destruída, uma imagem de pós-apocalipse, aí desceram uns discos voadores do céu e começaram a catar apenas pessoas extreamente religiosas. Os aliens pareciam aqueles anjos bíblicos, só que carregavam coldres com armas.Eu me aproximei da entrada de um disco onde diversas pessoas aguardavam algo.

Me aproximei e um dos aliens me olhou e disse:

- Você não pecador, você não é digno do reino dos céus!
- Qual o motivo disso ? Perguntei
- Você sempre pregou a dúvida e semeou a incerteza na cabeça das pessoas, ficará neste mundo destruído.
- Que porra de anjo é você seu filho da puta? Pulei em cima dele, puxei a arma do coldre e descarreguei nele.

Ele caiu morto e as pessoas me olharam apavoradas. Saíram mais dois aliens da nave e eu matei os dois. Corri para dentro da nave e vi que estava vazia. Entrei numa sala de comando e decolei o disco sem problemas. Em poucos instantes dava dando volta no mundo e vendo os aliens recolherem os humanos, mas alguns estavam sendo deixados para trás. Pousei e comecei a recolher os rejeitados, e depois disso partimos para fora da Terra. No meio da viagem um dos recolhidos era um alienígena inflitrado de outra raça, que me disse que aqueles que foram “salvos” iriam virar comida na mão dos salvadores. Eu não acreditei, foi quando ele me mostrou fotos e imagens dos aliens cozinhando os humanos numa tela da nave. Eu ri, junto com os demais da nave e aí eu acordei...


Achei engraçado este sonho, mas na verdade queria que isso acontecesse... enfim, como disse, estou ficando velho e ranzinza. Vou meditar, quem sabe eu melhoro um pouco meu humor... Se não der certo vou beber uma cachaça para me distrair...

sábado, 24 de outubro de 2015

Um livro Nonsense...

Apopantus Kakodaimonos




Presenteio vocês com a obra de nosso caro discordiano Dark Knight, divirtam-se mas a responsabilidade é de vocês!



https://error23fnord.wordpress.com/2015/10/23/livro-nonsense-2/

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

sábado, 29 de agosto de 2015